Conheça o Clube do Corretor

TV CRECI

ATENÇÃO, CORRETORES!!! CLIQUE NA IMAGEM E BAIXE O FORMULÁRIO

 

CLIQUE NA IMAGEM E BAIXE O FORMULÁRIO
CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E BAIXE O FORMULÁRIO

 

Notícias

  • 1
  • 2
Prev Next

Creci-SE realizou a última sessão Plenária de 2014

Creci-SE realizou a última sessão Plenária de 2014

Conselheiros estaduais e a diretoria do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Sergipe (Creci-SE) se reuniram para a realização da última Plenária Estadual de 2014, realizada na sede da...

Leia Mais

Sergipe recebe última Plenária Federal do Sistema Cofeci-Creci em 2014

Sergipe recebe última Plenária Federal do Sistema Cofeci-Creci em 2014

A diretoria do Conselho Federal de Corretores de Imóveis, conselheiros federais, além dos presidentes de todas as regionais da entidade, estiveram em Sergipe na semana passada para a realização da...

Leia Mais

Programa Panorama Imobiliário

Open in new window

Confira

coaf

redimob

xxxxxx

Revista Eletrônica

 

Participe das enquetes

O setor de construção civil e, por consequência, o mercado imobiliário, vai sofrer algumas mudanças a partir do próximo dia 18 de abril. É que na semana passada, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) divulgou uma nova regulamentação para as reformas de imóveis que alterem ou comprometam a segurança da edificação ou de seu entorno.

A partir da data definida, qualquer tipo de reparo que se encaixe nessas características precisará ser submetido à análise de um profissional, seja uma construtora, incorporadora, projetista, engenheiro ou arquiteto.

Com a nova norma, será obrigatório ter uma consulta prévia ao incorporador ou responsável técnico pelo projeto original da edificação na hora da reforma. Na falta deles, deve-se consultar um profissional habilitado para saber quais as condições da construção e o que realmente precisa ser feito. Para a ABNT, esse controle é de fundamental importância para garantir a segurança.

Além de fazer os projetos e identificar os responsáveis por todas as fases da obra, é preciso registrar tudo isso, documentar e arquivar os papéis. Regra que acabará beneficiando também os corretores de imóveis, pois, com tudo documentado, eles poderão comprovar aos clientes que os empreendimentos estão em perfeita condições.

FORA DO RISCO

A norma orienta ainda que o proprietário ou responsável legal pelo prédio informe em detalhes ao usuário ou ao síndico sobre o plano de manutenção a partir da reforma. Esta regra não serve somente para condomínios, mas também para as demais edificações, como um prédio locado para vários inquilinos. O texto define as condições de manutenção, que não podem cessar nem durante a obra, e afirma que a reforma não pode bloquear as rotas de fuga e as saídas de emergência. 

Depois da análise, o síndico ou a administradora, com base em parecer de especialista, poderão autorizar com ressalvas ou proibir a reforma, caso entendam que ela irá colocar em risco a edificação. Segundo a ABNT, essas normas técnicas visam evitar obras clandestinas que coloquem em risco a vida da população, pois listam os requisitos para antes, durante e depois da obra, além de afastam definitivamente os amadores, dando preferência a quem realmente tem qualificação para trabalhar com construções.

Indicadores Econômicos